Este método de cozimento pode reduzir as calorias do arroz pela metade

cozinhando arroz Mib Pictures / Getty Images

Amantes do carboidrato, vocês ouviram as notícias incríveis? Cientistas no Sri Lanka descobriram um truque de culinária simples que poderia reduzir as calorias do arroz e de outros carboidratos ricos em amido em até metade de seus equivalentes cozidos convencionalmente. Sim, você leu certo: metade das calorias na mesma quantidade de comida. E é super fácil de fazer com as coisas que você já tem em sua cozinha.

Para tentar isto em casa: Adicione uma pequena colher de chá de um óleo saudável como coco ou azeitona à água de cozimento para cada & frac12; xícara de arroz cru (use 1 xícara de água por & frac12; xícara de arroz cru). Cozinhe o arroz como faria normalmente, mas deixe esfriar durante a noite na geladeira e bam! - você fica com arroz que tem gosto de arroz, mas tem menos calorias utilizáveis.

O arroz que foi 'melhorado' para produzir rendimentos mais elevados, tinha de 10 a 12% menos calorias quando cozido por esse método, diz Sudhair James, o pesquisador que apresentou essas descobertas no Encontro e Exposição Nacional da Sociedade Química Americana na semana passada. Mas James está otimista de que usar esse método em variedades tradicionais, particularmente algumas variedades de arroz vermelho, pode resultar em uma redução de calorias de até 50 a 60%. E sim, mesmo se você reaquecer o arroz, a contagem calórica não mudará.

Como acontece: o processo de resfriamento, junto com a gordura do óleo, aumenta a quantidade de amido resistente (RS) do arroz, uma forma indigesta de carboidratos que seu intestino delgado não consegue quebrar e converter em glicose.

Melhor ainda, o truque também pode funcionar para outros alimentos ricos em amido como macarrão, feijão, cereais como aveia e tubérculos como batatas: um estudo semelhante mostrou que cozinhar, resfriar e reaquecer esses alimentos aumenta significativamente os níveis de RS.

Finalmente, o RS não é bom apenas para cortar calorias. Este amido mágico tem sido associado a uma melhor sensibilidade à insulina, melhor função intestinal e digestão, maior sensação de saciedade e aumento da queima de gordura.